sábado, 16 de maio de 2015

17 de Maio 2015, ASCENSÃO DO SENHOR

deus ascensão-do-senhor“Temos um Sumo Sacerdote que entrou nos céus” (Heb 4, 14).

Para compreender melhor o significado espiritual do Mistério da Ascensão é necessário recordar e sua íntima ligação com o Mistério de Pentecostes. Foi o próprio Jesus quem esclareceu esta ligação quando disse:

“Convém a vós que eu vá! Porque, se eu não for, o Paráclito não virá a vós; mas se eu for, vo-lo enviarei” (Jo 16, 7).

Após a ressurreição, Jesus apareceu durante quarenta dias para suscitar a fé em seus apóstolos e discípulos. Uma vez que esta fé teve início, Jesus encerra o seu tempo aqui na terra e sobe aos céus para de lá enviar o Espírito Santo.

Ascensão e Pentecostes inauguram a ação de Deus pelos sacramentos. Nosso Senhor “ingressa de uma vez por todas no santuário, adquirindo-nos uma redenção eterna” (Hb 9, 12). É o exercício o seu poder sacerdotal! Por isto não é difícil perceber uma certa tonalidade litúrgica na narrativa evangélica que relata a subida de Jesus aos céus.

Como Sumo Sacerdote que entra no Santuário do céu, ele intercede por nós e envia o Espírito Santo, "a força do alto".

É próprio do sacerdote ser uma ponte (pontífice) entre Deus e os homens. Assim, compreende-se que, com sua a Ascensão, Jesus possibilita:

  • - a presença do redimido no céu (face a face);
  • - a presença do redentor na terra (sacramentos).

Esta nova presença de Jesus entre nós (a presença sacramental) se dá sobretudo na Eucaristia, onde a Igreja através de seus ministros, exerce o sacerdócio celeste de Cristo com a força do Espírito Santo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário